BLOG ACHE PEÇAS

Câmbio Manual ou Automático? Saiba as principais diferenças e como escolher

A compra de um carro é sempre uma decisão muito importante. E decidir exatamente qual opção que mais se adequa às suas necessidades do dia a dia. Para conseguir decidir a melhor opção é necessário que sejam muito bem pensadas e definidas conforme a demanda do comprador.
Um dos requisitos a ser pensados é sobre o sistema de troca de marcha, que normalmente é automático ou manual.
Durante muito tempo, saber o tempo certo de trocar as marchas poderia ser algo que assombrava os motoristas menos experientes.
Antes de escolher o tipo de câmbio é preciso entender quais os benefícios de cada um 

Quais os tipos de câmbio existentes?

Para poder tomar a decisão de compra de um automóvel, é importante entender como um sistema de transmissão funciona.
Para entender qual o melhor câmbio é preciso primeiro entender para que serve um sistema de transmissão.
Para que o automóvel saia do lugar é necessário que o motor queime combustível para ter força. Essa força é direcionada aos eixos do carro, que são as rodas. Quando essa força chega, o automóvel andar.
Porém, é necessário que algo controle a força gerada pelo carro. Isso se chama sistema de transmissão, e é quem controla a quantidade de força enviada para os eixos.  

Manual

Esse é um dos sistemas mais comuns e antigos no Brasil. A maioria dos carros que rodam nas ruas tem esse sistema.
Esse sistema é uma sequência de engrenagens para controlar a força gerada pelo motor. Para conseguir controlar esse sistema o motorista utiliza duas etapas, o pedal de embreagem e a alavanca de câmbio. 

Leia também...

REVISÃO DE CARRO - QUAL A IMPORTÂNCIA?

LER ARTIGO


Automatizado

Esse tipo de sistema funciona da mesma maneira que o manual, porém, não precisa de muita ação do motorista.
O mecanismo interno é como o manual, mas tem um dispositivo eletrônico que controla na hora de trocar a marcha. Essa tecnologia não fez muito sucesso no Brasil, justamente porque a troca de marchas gera muitos trancos e soluços. 


Automatizado de dupla embreagem

Como o sistema anterior não fez muito sucesso, foi criado o automatizado de dupla embreagem. A diferença é que esse sistema tem duas embreagens. Uma cuida só das marchas pares e da ré, e a outra das ímpares.
Esse sistema faz com que os solavancos não aconteçam, porque enquanto o carro está em uma marcha, a próxima já está pré-acionada.  


Automático

O sistema automático veio depois do manual e funciona de maneira diferente. Ele não tem engrenagens para controlar a força do motor, e sim um conjunto de discos que se abrem ou fecham dependendo da marcha. Outra diferença é a peça que substitui a embreagem. A peça se chama conversor de torque e é responsável por enviar a força que o motor produz para as rodas.


CVT

Transmissão continuamente variável é um tipo de sistema de transmissão muito popular no Japão e que chegou ao Brasil recentemente. É um dos sistemas mais avançados, pois não precisa de um conjunto de marchas pré-definidas. Ele usa um sistema de correia para transmitir a força do motor.
Na prática, o CVT é um tipo de sistema automático, pois não utiliza pedal de embreagem e nem exige que o motorista fique trocando de marcha na alavanca do câmbio. 

Qual tipo de câmbio vale mais a pena

Para conseguir definir o tipo de câmbio que mais sacia as suas necessidades é necessário que analise as prioridades. Se deseja conforto, opte por um câmbio automático, mas se preza pelo custo-benefício do produto que está adquirindo o câmbio manual é mais econômico e as manutenções são mais baratas.
Para quem não consegue decidir, o indicado é escolher um veículo que possua as duas opções, manual e automático.  

Quais as diferenças entre câmbio manual e automático?

Além das questões técnicas, existem diferenças que valem a pena ser consideradas na hora da compra. 

Marchas

A nomenclatura das marchas do manual e automático são diferentes. No manual as marchas vão da 1ª a 6º marcha e a ré. No automático são separadas por P, D,N, M, e outras, dependendo do veículo.
Para saber como utilizar as marchas é importante o treino e que leia o manual de instruções com atenção. 

Manutenção

A manutenção do câmbio automático é mais caro que o manual e necessita de revisões em períodos específicos pelo fabricante. Por exemplo, ele precisa de um tipo especial de lubrificante, sob o risco de prejudicar os discos de freio internos, e de trocas de óleos.
Além disso, quem faz a manutenção tem que ser especialista no assunto. 

Consumo

A troca de marcha ocorre na rotação mais alta do motor e o conversor de torque acaba perdendo um pouco de energia mecânica. 


Se necessitar de peças novas ou usadas, de marcas nacionais ou importadas pode entrar em contato com a Ache Peças. Trazemos as peças que precisa sem você sair da sua casa. Entre em contato com nosso setor de atendimento e solicite o seu orçamento. 


Solicite seu orçamento agora mesmo!

WHATSAPP (47) 9.8427-2275
Endereço R. Victor Kursancew, 284 - Costa e Silva, Joinville - SC, 89218-400
Nós usamos cookies
Preferências de cookies
Abaixo, você pode encontrar informações sobre os propósitos pelos quais nós e nossos parceiros usamos cookies e processamos dados. Você pode exercitar suas preferências de processamento e/ou ver detalhes nos sites dos nossos parceiros.
Cookies analíticos Desativar tudo
Cookies funcionais
Other cookies
Utilizamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Saiba mais sobre nossa política de cookies.
Alterar preferências Aceitar tudo
Cookies